quinta-feira, 8 de maio de 2014

Entrevista com André Damasceno – Campeão Brasileiro de Adestramento Especializada Pastor Alemão 2014

Quando começou a praticar esportes com os cães?

Em maio de 2012

· Porque escolheu o IPO?

Por este esporte ser muito detalhista, de altíssima exigência profissional e do cão, mostrando assim alta performance do cão em três seções: Faro, obediência e proteção; Qualificando o treinador quando o resultado é satisfatório.

· Qual seu real interesse no esporte?

Participar dos melhores campeonatos nacionais e mundiais mostrando não só a qualidade no trabalho humano como adestrador mais também a qualidade da minha criação dentro da raça pastor alemão.


· Você utiliza o Pastor Alemão de linha de trabalho, por quê?

Porque para participar dos campeonatos citados acima precisamos de cães com fortes temperamentos e drives para o trabalho, são campeonatos que exigem muita mordida, coração e muito foco.


· Como se sente sendo o atual Campeão Brasileiro?

Com muito orgulho e satisfeito com o resultado obtido através de muito trabalho, dedicação e humildade. E, ciente de que podemos ir mais longe.

· Conte-nos um pouco sobre a possibilidade de representar o Brasil lá fora.

Primeiro, foi com grande orgulho que pela primeira vez o Norte/Nordeste foi representado em um campeonato brasileiro de adestramento no IPO 3, grau mais alto do esporte e mais inédito ainda ter conseguido esta façanha. Agora temos o orgulho de representar o nosso país na França em setembro/2014 na WUSV 2014, isto já é realidade para mim e já começamos os trabalhos.


· Qual a sua crença com relação aos métodos de ensino?

Trabalho e acredito muito no método positivo de adestramento, através de recompensas para o cão e sempre deixando o mesmo muito motivado com brincadeiras.

· Como foi sua caminhada até este Brasileiro de Adestramento e Seletiva WUSV?

Sempre com muita força de vontade, honestidade e humildade fui conquistando o meu espaço dentro do adestramento canino no Ceará, obtendo assim o reconhecimento por onde passei. E, em novembro/2013 fui convidado por um empresário chamado Fernando Torres Laureano para conduzir o cão Flick nas diversas oportunidades e gerenciar um espaço chamado CECSPADOG com serviços de (adestramento, hospedagem, petshop, maternidade e venda de filhotes) no Ceará.


· Qual era sua expectativa antes de chegar ao campeonato?

De fazer um bom trabalho e obter um bom resultado.

· Na sua opinião qual foi o ponto mais alto desta competição?

No término da seção de obediência, pois quando somamos todos os pontos nenhum competidor poderia retirar das minhas mãos o título de campeão brasileiro.


· Qual foi o seminário ou curso que mais valeu a pena?

Seminário com o Bart Bellon em Itajaí.

· Como você evoluiu como treinador?

Fazendo vários cursos, aprendendo com os erros e sempre querendo algo a mais.

· Qual a sua opinião sobre um treinador que não pratica um esporte com cães nem se submete ao rigoroso regulamento internacional da FCI?

Respeito da mesma maneira.

· Você acredita que há relação entre o esporte e a criação?

Sim, pois o esporte seleciona as melhores linhas de sangue.

· Como você escolhe um filhote?

Com uma boa mordida, um bom drive de comida, muita segurança e por pais com chapas (displasia) boas.

· O Esporte com cães atualmente está buscando o melhor para a espécie canina. Qual seu ponto de vista da relação entre a educação do cão e confiança com o dono e seus resultados em prova de adestramento?

Acredito que para se ter bons resultados nas provas de adestramento o cão com certeza é educado, confia plenamente em seu dono através de um respeito mútuo.

· Todos sabem que o manejo é muito importante no adestramento. Como ou o quê você faz no dia a dia com seu cão?

Dou comida na mão para criar um bom link comigo, treinamento 3x por semana de preparação física, 3x por semana treinamento de faro, 2x por semana na parte de proteção e 2x por semana na parte de obediência.

· Como manter o equilíbrio entre a motivação e concentração?

Isto é uma questão de time, buscando premiar quando o cão está concentrado.

· Como você define um bom Cão para o esporte e sua relação com a mordida de boca cheia?
Um cão rápido, bons drives, boa chapa, mordida cheia e um cão muito seguro. Esta é sem dúvida essencial, sem isso não da para o esporte e eu não treino.

· Qual o conselho você pode dar aos jovens que estão iniciando no esporte?
Se espelhar em pessoas que conseguiram bons resultados, sempre está aberto para novos aprendizados, humildade, dedicação, respeito para com o próximo e trabalhar com muito foco nos resultados.

· Como você acredita que será o futuro do esporte no Brasil?

Estamos evoluindo a passos largos, tanto em qualidade profissional quanto na reprodução, acredito fielmente que esta evolução será contínua daqui em diante.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por Dentro da Mente dos Cães

Por Dentro da Mente dos Cães
Um livro que você precisa ler!

Seja Adestrador Sistêmico

Seja Adestrador Sistêmico
Trabalhe com Adestramento de cães, participando do Curso para formação de Adestradores Sistêmicos. Adestramento de cães é o mercado que mais cresce no Brasil! Curso Técnico de Adestramento com o Trainer NLP Aguinaldo Diniz.

Localização